Portfólios e atas


Argonauta – Arquivo

Leia mais reflexões

Milagre realmente existe?

Fiquei bem encanado, pois a reputação de uma pessoa é importantíssima. Ao meu olhar, uma pessoa boa, tem que ter os seguintes requisitos: inteligente, boa nas palavras, saber a hora de cada coisa, imprevisível, sincera(o) quando (necessário), otimista e realista, uma pessoa que deixa o orgulho de lado para ajudar os outros, carismática, esperta, uma pessoa que não deixa o rancor andar junto com ela, uma pessoa que perdoa…

Literatura é alimento para alma

Foi uma experiência ótima e me fez pensar em como os alunos são acostumamos com o ensino raso e não conseguem ver a aula como uma lição de vida. Lemos e escrevemos, pois fazemos parte da raça humana.

De quando joguei badminton

A melhor aula, mais divertida, que se destacou mais, na minha opinião, foi de educação física, pois teve um tipo de esporte chamado “Badminton”, meio difícil, mas pouco a pouco você vai pegando a prática.

De quando fui uma deputada

Ele fez meio que uma reunião de deputados federais (sei lá), mas foi muito interessante e divertido. Gosto de aprender sobre política, gosto de aprender, só preciso ter vontade…

Minha nota injusta e o Egito

Tivemos, na primeira aula, aula de Geografia, ele copiou uma atividade no quadro e explicou. Depois, ele mandou a gente fazer um trabalho, falou os países para cada um pesquisar, o meu foi o “Egito”.

Para começo de conversa, você sabe o que é patrimônio cultural?

A primeira questão foi: “para você, o que é patrimônio cultural?” e para ser honesta, eu tinha minhas dúvidas sobre o tema, mas minha resposta foi: “conjunto de bens e tradições materiais e imaterial que são simbólicas para o país (nação)”.

Foi divertida demais

No primeiro dia que tive aula com ele não foi muito bom, não entendia nada. E quando ele falou em escrever no aplicativo, eu achava que ele queria me ferrar, fiquei em pânico, eu não sabia entrar.

Ele fez b****

Na quinta fui brava para a escola, com o cabelo todo bagunçado, na aula de português, o professor ditou um trecho de um livro do autor Marco Aurélio (acho que é assim que escreve o nome dele). Depois descemos na sala de informática para fazer uma reflexão sobre esse treco…

Desenhos, pessoas e as aulas “normais”

A respeito da escola, eu estava bem empolgado, pois quarta-feira seria o começo das aulas normais até porque não seria mais uma semana “sim” e a outra “não”.

Uma sexta-feira muito louca

E na terceira aula, tivemos aula de Ciências e a professora estava mostrando imagens sobre uma certa doença que eu não quero me lembrar, muito nojento, eu não consegui olhar para as imagens. Só sei que era nojento e depois da aula a gente foi para o recreio, eca!

Não quer estudar? Fica em casa

Eu não estou gostando muito das aulas que voltaram ao normal, muita gente na sala, muita gente que fala muito alto, e isso é muito chato atrapalha muito o pessoal que está tentando estudar. O professor acaba dando aula para essas pessoas não querem estudar. Me pergunto, porque elas não ficam na casa dela e deixam de atrapalhar as outras que estão tentando estudar?

Eu amo o existencialismo e o amor

Silêncio desconfortável em uma reunião, um texto comovente sobre o vazio existêncial, com filosofia, existencialismo, sofrimento e amor.

Tudo diferente

Hoje a única coisa legal, realmente, foi que a internet da escola voltou, estou com muito sono, minha vontade era tomar banho e dormir. Está MUITO CALOR, uma das coisas que eu mais odeio é o calor, tudo suando e grudando, ah!!! Eu odeio, prefiro frio porque tenho mais roupas e é muito bom muito mesmo.

Volta das aulas, de novo (suspiro)

Kelwin, contou sua semana e enfatizou as dificuldades de voltar a escola com a sala completa. Aproveite para ver o vídeo sobre a importância de ter um diário.

Trovas e rodas

Para a aluna Clara, 3ª A, “não existe literatura desconectada com realidade social”. Aproveite e assista o vídeo “Trovadores: arautos de um novo tempo”.

Libertando a poesia de dentro de mim

Na quarta-feira, voltou 100% dos alunos, confesso que foi estranho, fazia tempo que eu não tinha contato com tantas pessoas assim… Pra mim não é nada seguro toda essa aglomeração, ainda estamos em pandemia, não era para ter voltado ao normal agora, mas, não sou eu quem decide as coisas…

Trovadorismo, sabe o que é?

As aulas dessa semana foram sobre o tema “trovadorismo”, foi passado um trabalho em grupo sobre o tema, mas resolvi fazer uma pesquisa sozinha para entender mais sobre o assunto e achei bem interessante!

Foi quase como uma editora!

Quando bateu os quinze minutos, o professor nos deu 5 minutos de intervalo antes de irmos para a informática… Cara, eu realmente me senti em uma editora e me diverti para caramba!

Só vi gente linda!

Na quarta-feira voltamos todos para a escola. Chegando na sala só vi gente linda, meu Deus! [kkkkk]. Não estou falando que os manos e as meninas são feios e feias, porém também não estou falando que eles/elas são bonitos…

Sou um filósofo sem conhecimento pela sociedade

Adoro ficar sozinho, pensar e refletir sobre minha vida, mas dessa vez foi até engraçado porque estava parecendo um filósofo: “Comentários negativos, eu transformo em combustível para o meu carro não parar no meio da estrada, cujo o nome é vida.”

Não sei o que escrever

Quinta-feira, que no caso era para esse texto ser escrito nesse dia na aula de português, na sala de informática em frente ao computador, como todo mundo fez, mas não tive muitas idéias…

Poderosa chefinha

Nesse dia, o Bryan estava inspirado para me deixar com vergonha, mas eu amo ele e agradeço por ele se importar com um dia tão insignificante como esse.

A aula mais divertida que tive…

Acho entediante estar com o caderno e o lápis na mão ouvindo a voz entediante do professor. Acho muito mais fácil estar digitando e também a vista da minha mesa é legal…

Eu queria estar dormindo…

Estou aqui escrevendo reflexão sobre minhas aula na escola Januário Sylvio Pezzotti, só estou escrevendo isso porque sou obrigada, eu queria estar agora em casa dormindo e só acordar para tomar banho e comer e fazer algum exercício.

Casamento, decepção e aniversários

Bom, na semana passada, aconteceu algumas coisas, segunda-feira, eu acho, eu acabei me magoando com um garoto que eu estava conversando, mais uma decepção amorosa…

A semana da mordida

Na semana retrasada não teve aula na segunda-feira e nem na terça-feira por causa do feriado. Na quarta-feira, eu não vim pelo fato de ter sido mordia. É, levei uma mordida de um cachorro na rua!

A semana chata na escola

Na segunda-feira, para mim, não teve nada de bom. Na terça-feira e quarta-feira não teve nada também de bom, mas na quinta-feira já foi mais legal com a aula de Português.

PC/Eu: enviei meu primeiro e-mail

A aula foi na informática! A aula começou com o professor nos dizendo para irmos na informática. Lá cada aluno escolheu um computador para usar. E eu escolhi o quê estava na frente da Caroll.

Sobre a pior aula, Kanye West e meu ódio…

Enfim, ficamos lá escrevendo a história, enquanto eu estava estressado sobre as minhas notas e ainda escrevendo as reflexões na mesma hora, foi uma tortura aquela aula pra mim, a aula foi chata…

O pessimismo e decepção em “Versos Íntimos” de Augusto dos Anjos

Versos Íntimos é dos poemas mais celebrados de autoria de Augusto dos Anjos. Os versos expressam um sentimento de pessimismo e decepção em relação aos relacionamentos interpessoais. O soneto foi escrito em 1912 e publicado no mesmo ano no único livro lançado pelo autor. Intitulado “Eu”, a obra foi editada quando Augusto dos Anjos tinha 28 anos.

Aula 10 de 10

Ninguém pediu nota, mas quis dar mesmo assim… Confira a reflexão da aluna Carolline Ribeiro De Souza, do 8ºD.

Estresse e descobertas

No dia 27, mandei meu primeiro poema que fiz para o professor, que teve a ideia de fazer uma coluna de minha autoria no site da Sociedade dos Poetas Uivantes (WordPress). Gostei muito do nome Argonautas, ficou uma coisa bem diferente e o significado é ótimo, meu primeiro poema foi sobre literatura.

Tecnologia avançada

Ao decorrer dos dias, tudo foi se encaixando e fui tirando minhas dúvidas, e as vídeos aulas me ajudaram muito, tanto eu e os outros colegas, pois tiramos nossas dúvidas, e a partir daí o projeto começou a dar início, e foi um prazer participar deste projeto, pois isso me ajudou a ter mais conhecimento sobre os escritores e sobre o Romantismo.

O que é o amor ?

Buscava entender o amor que sinto pelas pessoas que amo e como não conseguimos descrever esse sentimento tão forte em apenas palavras.

Reuniões e livro

Sobre a primeira reunião, vou ser sincera, não estava entendendo muito bem como o projeto funcionava e não estava muito interessada em fazer parte, mas com todas as explicações e diálogos eu passei a gostar.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close